terça-feira, 3 de junho de 2014

SOLAR E CAPELA DE SANTO ANTÓNIO - Torre de Moncorvo









Escudo sob elmo e timbre de Carvalhos, adornado de paquife.
Esquartelado: I - Carvalho. II -  Gamboa III - Morais. IV - Castro (de 13 arruelas).

CRONOLOGIA:
1490 - Instituição da capela; séc. 18 - construção; 2000, 08 março - despacho de abertura do processo de ampliação da classificação, integrando o solar e o logradouro murado, do Vice-Presidente do IPPAR; 2009, 23 outubro - o processo de classificação caduca nos termos do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, n.º 206, publicado nesta data.

http://www.monumentos.pt/Site/APP_PagesUser/SIPA.aspx?id=467

4 comentários:

  1. Caro Manuel Ferros, o apelido representado no 4.º quartel é Castro, de 13. A família usa os apelidos Carvalho e Castro desde o Séc. XVII, nunca usou Sarmento. Presumo que a "confusão" se prende por estar representado no 3.º quartel o apelido Morais, logo seria Morais Sarmento. Esta família está relativamente bem estudada, designadamente no livro Sampaio e Melo, da Torre de Moncorvo a Marialva, de que fui co-autor. Com os melhores cumprimentos. NB

    ResponderEliminar
  2. Caro Nuno Borrego, muito obrigado! Creio que estará mais bem informado sobre esta família que o Sr. Francisco de Paula Botelho, pelo que seguirei a sua leitura, tendo já corrigido o post. Os melhores cumprimentos. Manuel Ferros.

    ResponderEliminar