quinta-feira, 13 de setembro de 2018

Domingo, 23 de Setembro.


quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Molelos - Estudo Monográfico


Estejam atentos! Para muito breve!

"A leitura que os Autores nos oferecem, permite-nos conhecer Molelos, no seu passado e no seu presente; nas suas gentes e nos seus hábitos; nas suas tradições e nos seus anseios� Permite-nos sentir um Povo que se reconhece na história pátria e se determina na cultura dos seus amigos e vizinhos, traçando um rumo de que se orgulha e que apresenta como “ex-libris”, próprio e exclusivo".
"Parabéns, pois, por esta boa experiência, agora conseguida, de trazerem aos leitores o estudo monográfico de Molelos e de, nele, refletirem as múltiplas facetas de uma terra, rica em história e em vida e com vontade de percorrer caminhos próprios, em diálogo e em comunhão com
os seus vizinhos, abraçando esperançosamente o futuro".
Bispo Ilídio Pinto Leandro (Bispo emérito de Viseu)

Coordenado por: Américo Duarte, Manuel Ferros e Regina Coimbra.

472 Páginas com colaborações de: Alberto Correia, António Coimbra de Matos (Macarinho), António Ferraz, Carlos Machado, Carlos Silva, Eduarda Simões, Elvira Marques, Francisco Carlos, Hélder Chilra Abraços, Horácio Rodrigues, Idálio Coimbra, José Alberto Coimbra, José António Dias, Maria de La Salete Ferreira, Luís Filipe da Costa Figueiredo, Maria Ester Vargas, Marlene Brás, Miguel Marques, Paula Germano, Paulo Figueiredo, Ricardo Coimbra dos Santos, Sérgio Sousa Rodrigues, entre muitos outros que ajudaram neste projecto.

Índice

Apresentação do Livro

Prefácio

Breve Apresentação de Molelos

Capítulo Primeiro - Molelos na História

A origem do Nome Molelos
A Pré-história e a Proto-história de Molelos através dos seus sítios arqueológicos. A Necrópole do Tojal Mau e a Pedra do Castelo
Molelos na história da Antiguidade Clássica e da Alta Idade Média, através dos seus vestígios materiais e imateriais
O final da Alta Idade Media e a Baixa Idade Média, em Molelos, através de documentos escritos
O clero, a nobreza e o povo
O Clero de Molelos
A Nobreza de Molelos
Morgados de Molelinhos
Senhores da Honra de Molelos e Botulho, Morgados de Molelos
O Povo de Molelos, uma Análise Social e Demográfica
A antiga Feira Municipal de Besteiros e a atual Feira Semanal de Tondela
Molelos no contexto dos grandes conflitos militares

Capítulo Segundo - Património Natural, Património Edificado e Património Imaterial.

Património Natural
A floresta, a fauna e o rio Criz
Património Edificado
A Estação de Arte Rupestre de Molelinhos
Os templos – Igrejas e capelas
Igreja Paroquial de São Pedro de Molelos
Capelas Públicas de Molelos - Santa Luzia, Santo André e Nossa Senhora dos Remédios
Capela particular de Nossa Senhora do Rosário, dos morgados de Molelos, na Igreja de São Pedro de Molelos
Capela particular de S. Francisco dos morgados de Molelinhos.
Capela particular de São José, na Mata, Molelinhos
Cruzeiro seiscentista de Molelos
Estátua de São Pedro
O Jazigo artístico de granito, o adro da Igreja Paroquial e o Cemitério Público
A Fonte do Casal e outros fontanários de Molelos
Os Poços do Barro, os Fornos da Telha e a Pedra do Castelo
As Alminhas da Freguesia de Molelos
Arquitetura popular, vernacular e dos meios de produção
Património Imaterial
Contradança Mourisca
O Código Linguístico de Molelos
Arte de viver tempos difíceis - Um olhar sobre a nossa identidade molelense
Poemas do Galramento
Algumas personalidades ligadas a Molelos que se distinguiram na sua história e alguns autores contemporâneos

Capítulo Terceiro – Movimento Associativo: cultura, desporto, solidariedade.
Cultura

Bandas filarmónicas
O Monte Pio Filarmónico de Molelos
A Banda Nova e a Velha
Decreto sobre as Festas religiosas de Dom José da Cruz Moreira Pinto
Quem era o Mestre Chícharo?
Ranchos folclóricos
Flores da Beira
Cantarinhas de Molelos
Velhos Costumes de Molelos
S.M.I.R. - Sociedade Musical de Instrução e Recreio
Cavaquinhos de Molelos
Grupo de Teatro Ribalta e Trigo Limpo
Companhia d'Elite
Desporto
Clube Atlético de Molelos
Escola Futebol Clube de Molelinhos
Sempre a Trinta
Os Galfarritos Academia de Futebol
Rugby Clube de Tondela
Outras Associações - Clube Ornitológico
Solidariedade
Centro Social Paroquial de Molelos – abordagem
A Casa do Povo de Molelos
A.J.U.D.A - Associação Juvenil de Desenvolvimento e Animação do Botulho

Capítulo Quarto - Desenvolvimento da Freguesia de Molelos e o Contributo dos Órgãos Autárquicos, Atividades Económicas e a Loiça Preta de Molelos 

O Brasão da Freguesia de Molelos
A Junta de Freguesia e seus contributos para o desenvolvimento de Maninhos e Baldios de Molelos
Toponímia – Nomes de Ruas e Lugares da Freguesia
Principais Atividades económicas
A loiça preta de Molelos
Mestre António Vista, Um dos Barristas Populares de Molelos
A Fabricação da Louça preta de Molelos
Uma descrição de 1948
Uma descrição de 1975
Escola de Olaria de Molelos
As peças tradicionais e as novas formas
Vocabulário técnico - Técnicas e utensílios utilizados
Novos Oleiros
A Louça Preta na Emissora Nacional, programa «Voz de Portugal», emissão de 18/11/1965

Capítulo Quinto - A Vida Religiosa Paroquial 

Associações e Movimentos Religiosos
Apostolado da Oração
Legião de Maria - Praesidium de Nossa Senhora do Rosário
C.N.E. - Corpo Nacional de Escutas - Agrupamento 1312 Molelos
Coros da Sagrada Família
Cursilhos de Cristandade e Convívios Fraternos
Acção Católica Rural
Batismos, casamentos, crismas e óbitos nos últimos 40 anos
A existência de 3 confrarias e a sua extinção
Irmandade de Nossa Senhora do Rosário da Freguesia de Molelos
Irmandade do Santíssimo Sacramento
Irmandade de São Pedro
Religião e Tradições
Tradição: Páscoa na Raposeiras
Festas e Procissões
Amentação das Almas e Canto da Almas Santas
A Hora da Ascensão
Os Párocos e outros Padres naturais de Molelos - Século XX
Fábrica da Igreja Paroquial de Molelos e o Património Paroquial
Fábrica da Igreja - A origem do nome
Constituição da Fábrica da Igreja
Auto de Entrega dos bens à Igreja
Registo dos bens da Igreja
Residência Paroquial
Casa Sede do Agrupamento 1312 do CNE
Doação do Passal de Molelos
Rua Engenheiro Hélder Balça
Testamento de Nelson de Matos Coimbra
Centro Social Paroquial de Molelos
O sonho e a realidade
Liga dos Amigos do Centro

O grande incêndio de Outubro de 2017

Conclusão

Anexos

- Anexo I - Mapa dos pontos de interesse em Molelos
- Anexo II - As inquirições de 1258 e o elenco da nobreza medieval de Molelos, através da documentação.
- Anexo III - Genealogia dos morgados de Molelinhos
- Anexo IV - Genealogia dos morgados de Molelos
- Anexo V – Os Párocos de Molelos desde 1621
- Anexo VI – Levantamento Lexical do Código Linguístico de Molelos
- Anexo VII - Constituição das Assembleias de Freguesia de Molelos desde 25 de abril de 1974

sábado, 1 de setembro de 2018

Casa em Couto de Esteves, Sever do Vouga



Escudo sob elmo e timbre de Sequeiras.
Esquartelado: I - Sequeira (e diferença, uma brica de ... carregada de um trifólio de ...) II - Loureiro. III - Cardoso. IV - Barros.
Este brasão foi atribuído ao Bacharel José de Sequeira de Seixas Cardoso, do Couto de Esteves (ou de Estêvão) por Carta de Brasão de Armas de 24 de Agosto de 1811.

Casa em Sortelha



Escudo sob elmo e timbre de Costas.
Partido: I - Costa. II - Correia.

Igreja Matriz de Cinfães

 Frontal de pórtico medieval visigótico apeado no exterior da igreja.

Arca funerária em arcossólio, encimado por pedra de armas policromada.


 Timbre de Vasconcelos?

 Escudo sob timbre de Vasconcelos(?) e coronel de Nobreza.
Esquartelado: I - ?  II - Ferreira. III - Pereira. IV - Vasconcelos.


 Escudo sob elmo, timbre de Vieiras e coronel de Nobreza (?)
Partido: I - Vieira (mal representado). II - ?

 Armas de D. Manuel de Vasconcelos Pereira, Bispo de Lamego e de Miranda
(Partido de Pereiras e Vasconcelos)

Pormenor de pintura no tecto da igreja

quinta-feira, 26 de julho de 2018

Paço dos Lemos em Ribeiro de Fataunços, Vouzela




Armas de Lemos com o timbre voltado à sinistra.

Diz-nos Pinho Leal, no seu «Portugal Antigo e Moderno» que "ainda existe o paço dos Lemos, em Fataunços. É antiquíssimo e está em ruínas. Pertence ao sr António Carlos de Castro e Lemos Magalhães e Menezes, do Côvo, tio da referida condessa (da Ribeira)"

quarta-feira, 25 de julho de 2018

Capela de Nossa Senhora da Conceição, da antiga Quinta do Ribeiro em Fataunços, Vouzela


 Porta com molduras com a quina biselada, típicas do Séc. XVI

 ESTA CAPELA
MANDOV FAzER
O LicenciaDO FRancisCO RIbeiRO ANO 1609
?????????


Nas memórias paroquiais de Fataúnços, de 1758, é referido que " no lugar do Ribeiro está outra (capela) de Nossa Senhora da Conceipção, de que hé admenistrador Jozé de Souza de Menezes, morador no dito lugar de Sam Miguel de Outeiro"

Leiria, Palácio Oriol Pena


Escudo oval sob elmo e timbre de Melos.
Partido: I - Figueiredo. II - Melo.

domingo, 3 de junho de 2018

Pórtico na estrada do Almegue, Coimbra




Escudo sob elmo e timbre de Figueiredos.
Esquartelado: I e IV - Figueiredo. II - Cunha. III - Melo.

CBA de 6-09-1800 em nome de António de Figueiredo da Cunha e Melo.

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Antigo portão da Quinta do Paço de Molelos




Escudo sob coronel de visconde e timbre de Magalhães. 
Escudo partido de: I - Magalhães. II - Tovar.

O mesmo brasão, mas com coronel de conde, pintado num banco da capela do morgado que estava na igreja de Molelos
 

quinta-feira, 29 de março de 2018

Mais um atentado ao património! Solar quinhentista do Outeiro, Maiorga, Alcobaça, totalmente demolido pelos proprietários.

Segundo o jornal «O Alcoa», o Solar do Outeiro, de Maiorga, foi totalmente arrasado pelos seus proprietários, no passado dia 27 do corrente  mês de Março.
Como é que a Câmara Municipal de Alcobaça não classificou este imóvel como sendo de interesse municipal?
Como é que é possível que este património não fosse sequer referido no site da mesma autarquia? (ver aqui)
Se existe ficha para a "Quinta do Outeiro" na Direcção Geral do Património Cultural, iniciada em 2001!!!, como é que 17 anos depois a classificação nunca foi concluída? (ver aqui).

O vídeo da destruição pode ser visto na página do Facebook do jornal «O Alcoa» (ver aqui)

Fotografias do antigo solar, partilhadas através do blogue https://kantophotomatico.blogspot.pt  de Victor Nogueira, a quem pertencem todos os créditos das imagens que se seguem.

Foto de Victor Nogueira

Foto de Victor Nogueira

Foto de Victor Nogueira

Foto de Victor Nogueira
 
Armas de Sás? Peixotos?


quinta-feira, 15 de março de 2018

Solar Abreu Mesquita, Vila Cova de Alva.




 Cartela com a sigla JAM sobre a data de 1888


Escudo sob elmo e timbre de ,,,, ornado de paquife.
Esquartelado: I - Castelo-Branco. II - Ferrão. III - Mesquita. IV - Abreu.
Séc. XXI

Capela do Espirito Santo, da Matriz de Vila Cova de Alva


Escudo sob elmo, mutilado de timbre de ..., ornado de paquife.
Esquartelado: I - Brandão. II - Pinto (com uma estrela em chefe por diferença). III - Figueiredo. 
IV - Peixoto?
Séc. XVII

quarta-feira, 14 de março de 2018

Casa brasonada em Vila Cova de Alva



Escudo sob elmo e timbre de ?... ornado de diminuto paquife.
Esquartelado: I - Silva? Castelo-Branco? II - Brito. III - Amaral. IV - Taveira