quinta-feira, 17 de julho de 2014

Não é bem assim...

Qual não é o meu espanto, ao encontrar no Facebook, uma imagem retirada deste blogue, com a marca de água recortada, e com uma legenda fantasiosa. Porque está com acesso publico, tomei a liberdade de fazer um printscreen para denunciar a situação e fazer, publicamente, as devidas correcções. Faço-o aqui, porque o referido perfil do facebook, não permite comentários de quem não seja "amigo".
Pois eis a postagem:


Uma vez que não existe qualquer referência a este blogue, presumo que quando afirma que o sinete é da colecção do autor, que o autor seja o próprio Guilherme de Souza Girão. Acontece que este sinete, todo em metal, é da colecção do Paço de Molelos e não do referido autor. Quanto muito, a impressão desta fotografia, será da colecção do autor e nada mais.
Outra questão relevante, é que estas armas nunca foram dos Napoles de Portugal. São as armas de Henrique Esteves, filho segundo de Henrique Esteves da Veiga,
f. a 2 ou 3-09-1523, senhor das honras de Molelos, Nandufe, Botulho, Mata, Real e Castanheira por casamento[1]. Administrador da Capela de Santa Justa, em Coimbra, Cavaleiro Fidalgo da Casa Real, Fidalgo de Carta de Armas[2], e do Conselho de D. Afonso V, e de sua mulher Filipa Nunes. Este casal teve como filho primogénito, Fernão Nunes Esteves da Veiga, a quem deixaram o senhorio de Nandufe e a capela de Santa Justa em Coimbra. Foi o neto deste Fernão Nunes, Diogo Esteves da Veiga e Nápoles, o primeiro que, em Portugal, usou esse apelido.
Sendo Fernão Nunes o filho mais velho, este utilizaria as armas de Esteves da Veiga plenas sem a diferença. Este sinete tem as armas do seu irmão Henrique Esteves.

A postagem original de onde esta foto foi retirada é este: http://solaresebrasoes.blogspot.pt/2013/10/sinete-com-armas-de-esteves-da-veiga-de.html 

A postagem do referido autor no Facebook https://www.facebook.com/photo.php?fbid=715102935199287&set=pb.100000987616215.-2207520000.1405606783.&type=3&theater (verificado em 17-07-2014) 


[1] Embora alguns autores refiram que os senhorios das honras de Molelos e Botulho lhe teriam sido atribuídos depois da Batalha de Toro, Manuel Abranches de Soveral diz-nos que já o seu sogro, Fernão Nunes Cardoso, era senhor dos ditos lugares, de onde se concluí que Henrique Esteves da Veiga os recebeu por casamento. (SOVERAL, Op. cit)
[2] Carta de 25-05-1509 - B. I., supto. 50.



Sem comentários:

Enviar um comentário